12 de junho de 2017

Resenha | Dois lados, duas vidas

Título: Dois lados, duas vidas
Autora: Karen Alvares
Ano de publicação: 2015
Editora: Independente
Número de páginas: 52
Compre: Amazon
Sinopse: “Eu sabia que você iria voltar.”
Você é capaz de perdoar? E de perdoar a si mesmo?
Vivian e Gabriel se encontram, desencontram e se perseguem por toda uma vida – ou vidas. Os dois provam intensamente o amor, a dor e o ódio. Em Alameda dos Pesadelos você conheceu a história de Vivian. Agora você pode conhecer a de Gabriel.
Nos dois contos de Dois Lados, Duas Vidas Vivian e Gabriel revelam outra parte de suas vidas.
Toda história tem dois lados. Está na hora de conhecê-los.
Dois lados, duas vidas reúne dois contos spin-off de Alameda dos Pesadelos. Sendo assim, é importante ter lido Alamenda dos Pesadelos antes de apreciar os contos, pois eles trazem spoilers dos livros.

Do outro lado narra um dia da vida de Vivian e seu namorado, Joshua, quando os dois decidem aproveitar a praia — isso sob o ponto de vista de Vivian, em primeira pessoa. Assim, o conto foca em alguns pormenores desse dia e nos pensamentos e sentimentos que Vivian tem a respeito, depois de passado o acidente.

Tem um minuto? Responda à pesquisa de público do SI&F!

Como Vivian narra esses momentos em retrospectiva, como se os relembrasse depois de passado o acidente, isso adiciona um toque interessante ao conto. Vez ou outra temos ela conversando com Joshua em meio à narrativa, o que transmitiu seu pesar pela morte dele, além de ter adicionado tensão ao conto, envolvendo o leitor ainda que este já soubesse o que estava por vir.

Gostei da forma como os personagens foram explorados. Foi interessante conhecer uma ou outra faceta de um personagem que não aparece tanto em Alameda dos Pesadelos. Também gostei da comparação entre a Vivian de antes do acidente e a Vivian de depois. Nesse sentido — mostrar quem são os personagens — tanto os diálogos quanto a narrativa fizeram seu trabalho.

Deste lado, por sua vez, é narrado sob o ponto de vista de Gabriel, o antagonista de Alameda dos Pesadelos, também em primeira pessoa. Conta o acontecido logo após sua morte, em um acidente de moto: como ele conhece a Rainha (vilã de Alameda dos Pesadelos) e relembra sua vida anterior, o que o leva à sua vingança contra Vivian.

Gostei menos deste conto que do anterior. Mais uma vez, a Rainha me desagradou como vilã. Como aconteceu em Alameda dos Pesadelos, não ficou claro (nem de forma subentendida) o que ela ganharia com Gabriel ou com a morte de Vivian. Ela é simplesmente má e, embora eu não veja problema em vilões que fazem maldades apenas por gostar disso, senti falta de uma caracterização melhor.

Ainda assim, a narrativa foi imersiva — apesar de ter contado um pouco aqui e ali, em vez de mostrar —, e o conto cumpriu seu objetivo ao mostrar o lado de Gabriel e suas motivações para fazer o que fez em Alameda dos Pesadelos.

No geral, gostei da leitura e a recomendo para aqueles que leram e gostaram de Alameda dos Pesadelos.

Avaliação:

Trama: 4
Narrativa: 4
Personagens: 4
Caracterização: 4
Coerência: 4
Criatividade: 5
Revisão: 5

★ ★ ★ ★ ☆

Outros livros de Karen Alvares:


Contos:

Duologia do Espelho:



Assine a newsletter!
Receba em seu e-mail, mensalmente, novidades para escritores, leitores e blogueiros, conteúdo exclusivo e os últimos posts do SI&F.

ou siga as atualizações do blog nas redes sociais:
Facebook | Twitter | Google + | Instagram | Pinterest

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...