5 de abril de 2017

Resenha | Horror em Gotas

Título: Horror em Gotas
Autora: Karen Alvares
Ano de publicação: 2013
Editora: Independente
Número de páginas: 112
Compre: Amazon
Sinopse: “Vou lhe contar uma história, mas você tem que prometer não contar a ninguém. Queime esses papéis.”
Horror em Gotas reúne 30 contos de terror, uma gota por dia, um pesadelo por noite, para que você sinta o horror desses personagens na própria pele. Tranque as portas. Apague as luzes. Não olhe para trás. O medo está à espreita e o seu tempo está acabando. Tique. Taque.

Horror em gotas, de Karen Alvares, reúne 30 contos de terror e horror, alguns mais curtos, alguns mais longos, alguns com pegada mais sobrenatural, outros com enredos mais realistas. Como são 30 contos (31 na edição comemorativa; eu tenho a primeira edição), não vou falar sobre todos; em vez disso, farei um apanhado geral.

Já comentei algumas vezes que eu tenho um pé atrás com histórias de terror, porque sempre fico na expectativa de que elas me assustem — e, quando tratam de elementos dos quais não tenho medo, sempre acabo me decepcionando. 

E minha experiência com esse livro foi oscilante. Algumas histórias, por focarem em situações ou criaturas que eu não temo, acabaram não me envolvendo. Algo que talvez não tivesse acontecido se a tensão tivesse sido melhor trabalhada. Faltou mexer um pouco mais com as expectativas do leitor, fazê-lo prender a respiração junto do personagem — enquanto que em outros contos isso foi feito de forma bastante satisfatória.

Também senti falta de me conectar com os personagens. Em certas histórias, eles nem tinham seus nomes revelados, e nem era necessário; mas eu senti falta de algo que despertasse minha empatia por eles, que me fizesse temer por eles.

A escrita na maior parte do tempo me agradou. Há um pouco de tell aqui e ali e, como eu já mencionei, o suspense poderia estar mais presente, mas, no geral, a narrativa é envolvente.

Quanto aos enredos, alguns trazem boas reviravoltas e bastante mistério, enquanto que outros revelaram demais, tirando o ar de especulação, o que acabou quebrando um pouco a tensão ou mistério construídos. Outros, por sua vez, ficaram um tanto exagerados nos elementos sobrenaturais, e por isso não funcionaram comigo — mas creio que tenha sido mais uma questão de gosto.

No geral, meus favoritos foram aqueles que envolvem o psicológico. Gostei bastante de Azul (que também aparece na Trasgo #1), A Confissão e O Sorriso.

★ ★ ★ ☆ ☆

Outros livros de Karen Alvares:
Contos:

Duologia do Espelho:



Assine a newsletter!
Receba em seu e-mail, mensalmente, novidades para escritores, leitores e blogueiros, conteúdo exclusivo e os últimos posts do SI&F.

ou siga as atualizações do blog nas redes sociais:
Facebook | Twitter | Google + | Instagram | Pinterest

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...