30 de junho de 2015

Minha participação no NaNoWriMo 2015

O Camp NaNoWriMo (National Novel Writing Month) é uma edição mais light do NaNoWriMo (evento que acontece em novembro, leia mais aqui). Há duas edições por ano do Camp NaNoWriMo, uma em abril e outra agora em julho (começando amanhã), da qual pretendo participar.

29 de junho de 2015

[Resenha] O Código Élfico

Título: O Código Élfico
Autor: Leonel Caldela
Ano de publicação: 2013
Editora: Fantasy
Número de páginas: 576
Sinopse: A pequena cidade de Santo Ossário esconde muitos segredos. Entre os habitantes, Nicole, uma jovem corajosa, descobre estar ligada aos mistérios da cidade, o que a leva a uma investigação sobre o próprio passado. Seu pai foi um famoso assassino que pertencia à ordem de seguidores de uma deusa oculta, sacrificando inocentes em rituais.
Em Arcádia, um mundo paralelo governado pela deusa, vivem os elfos. Criaturas perfeitas que há milênios sonham em recuperar o poder sobre os humanos.Finalmente veem a esperança no novo guerreiro Astarte, treinado em arquearia, que deve abrir o portal que liga os dois mundos e exercer o domínio da Rainha sobre a Terra. Astarte, no entanto, é o único que desconhece o seu destino, até o momento de cumprir com a sua sina. Avesso aos interesses do seu povo, o elfo resolve juntar-se aos mortais em Santo Ossário.Agora, Nicole e Astarte estão ligados a um mesmo propósito: reunir os habitantes da pacata cidade e derrotar os seres místicos que ameaçam dominar o mundo.

26 de junho de 2015

Entrevista: Tatiane Durães

Hoje você pode conferir uma entrevista com Tatiane Durães, parceira do blog e autora dos livros As Faces da Luz, Kaelium e Desejo e Honra.


Sonhos, Imaginação & Fantasia: Primeiramente, fale um pouco sobre você. O que despertou seu desejo de escrever?
Tatiane Durães: Eu sou uma garota/mulher apaixonada por livros de fantasia, pelo filho, pelo marido e que adora mexer com plantas. 
Sempre tive vontade de escrever um livro. Passar a alegria que sentimos ao ler uma boa história a outras pessoas. Faltava a história, foi quando As Faces da Luz surgiu. 

24 de junho de 2015

Escritora Parceira: Jana P. Bianchi

Hoje venho apresentar mais uma novidade: uma nova parceria do blog Sonhos Imaginação & Fantasia, desta vez com a escritora Jana P. Bianchi.

Abaixo vocês poderão conhecer a autora e seus trabalhos já publicados:

Atualmente, é Engenheira de Projetos Industriais de uma das plantas das maiores fabricantes multinacionais de bens de consumo no mundo. A esta nova função, assumida em 2013, acumula a função de ouvinte, leitora e contadora de histórias, todas conquistadas progressivamente — e em caráter vitalício — desde 1989. Desde 2015, é também editora do Clube de Autores de Fantasia. Sabe usar a maioria das regras da língua portuguesa, resolver equações diferenciais de segunda ordem, especificar tubulações industriais em diversos tipos de aço, desenhar, liderar içamentos e demolições, cozinhar, nadar e lutar judô. É escoteira. Sobreviveu ao inverno escandinavo quando em intercâmbio na Københavns Universitet, completou sem grandes incidentes a trilha a pé até Machu Picchu e conheceu sozinha os macacos descontrolados dos templos de Bali. Dos quatorze países que já conheceu, trouxe inúmeras histórias e souvenires.

22 de junho de 2015

Resenha | Revista Trasgo - Edição 1

Título: Revista Trasgo (Edição 1)
Autores: Claudia Dugim, Hális Alves, Karen Alvares, Marcelo Porto, Melissa de Sá, Felipe Pagliuso (ilustrador), Rodrigo van Kampen (organizador)
Ano de publicação: 2013
Editora: Independente
Número de páginas: 100
Faça o download gratuito.

A Revista Trasgo tem publicação trimestral e reúne contos de diversos autores, com temas voltados para fantasia e ficção científica. Hoje trago a resenha dos contos da primeira edição, que foi uma edição piloto com contos de escritores convidados.

Nesta resenha, falarei um pouco sobre cada um dos 5 contos:

Ventania (Hális Alves)

Ventania nos apresenta um mundo futurista e pós-apocalíptico, em que os pouquíssimos sobreviventes lutam para conter os bandos, grupos formados por humanos afetados pela radioatividade e que devido a isso perderam qualquer tipo de empatia.

Foi o meu favorito da coletânea. O autor apresenta uma narrativa interessante e envolvente, introduzindo o leitor aos poucos neste mundo que ele criou, que foi muito bem estruturado. As reviravoltas são interessantes, com cenas bem escritas que não decepcionam o leitor, e a alternância de pontos de vista só acrescenta mais tensão. O único ponto negativo é que há muitos personagens e ,exceto pelos principais, fica fácil esquecer quem é quem.

Azul (Karen Alvares)

Nora bebeu demais na festa e, ao encontrar um homem azul no ônibus, acredita que é sua mente alcoolizada pregando peças.

Esse conto, apesar de curto, é muito interessante. Gostei muito de como a autora mostrou as mudanças de Nora e como conseguiu passar para o leitor o clima de medo e tensão, deixando um final em aberto.

Náufrago (Marcelo Porto)

Narrado em primeira pessoa por Diogo, um professor de história a caminho para sua palestra, este conto se passa, em sua maior parte, em um ferry boat que sofreu uma pane e está à deriva. Em meio a isso, surge uma tempestade repentina.

Trabalhando com viagem no tempo, esse conto foi muito interessante, embora eu tenha sentido falta de uma dose a mais de tensão nas cenas em que a ação começa a aparecer. Porém, o protagonista nos apresenta ao contexto histórico do local (a Bahia), e isso adicionou um toque a mais ao conto.

Gente é tão Bom (Cláudia Dugim)

Esse conto nos apresenta uma protagonista não tão convencional, que odeia pessoas e seu emprego e não hesita em deixar isso claro. Naquela manhã isto não é diferente, até que um estranho acidente ocorre a caminho do trabalho: pessoas estão se metamorfoseando em frangos. Apesar de eu ter gostado da narrativa, o acontecimento não me convenceu muito. A ideia era, provavelmente, chocar, mas de alguma forma isso não pareceu convincente no ambiente criado pela autora.

A Torre e o Dragão (Melissa de Sá)

Esse foi também um dos que mais gostei. Uma princesa está presa na torre, protegida por um dragão, e isso há tanto tempo que ela sequer se lembra da vida que teve antes. Há o príncipe que veio para salvá-la, mas essa história não segue o caminho convencional.

O que mais gostei nesse conto foi a maneira como o mundo em que a Princesa vive, que se resume à Torre, foi construído. Interessante também é a maneira como o relacionamento com Tristam, o Príncipe, foi desenvolvido: no início havia apenas fascínio, que aos poucos se transformou em afeto. O final apresenta os fatos de maneira bem sutil, deixando para o leitor algumas pistas do que realmente aconteceu à Princesa.



Como a revista traz contos de vários autores, não darei uma nota nesta resenha. Além dos contos, há também entrevistas com os escritores participantes e o ilustrador da capa, que são muito interessantes e vale conferir. As quatro primeiras edições da revista são gratuitas e você pode fazer o download no site.

Confira também:
Duologia do Espelho, de Karen Alvares:

Alameda dos pesadelos, de Karen Alvares.

Duologia Metrópole, de Melissa de Sá:

Outras edições da Trasgo:

Assine a newsletter!
Receba em seu e-mail, mensalmente, novidades para escritores, leitores e blogueiros, conteúdo exclusivo e os últimos posts do SI&F.

ou siga as atualizações do blog nas redes sociais:
Facebook | Twitter | Google + | Instagram | Pinterest

20 de junho de 2015

Divulgação: Inverso, de Karen Alvares

Hoje venho divulgar um livro que, desde o anúncio de sua publicação, tem me chamado muito a atenção: Inverso, de Karen Alvares, a mesma autora de Alameda dos Pesadelos (outro livro que está em minha lista de desejados). Por isso, confiram abaixo informações sobre o livro:

Título: Inverso
Editora: Draco
Número de páginas: 136
Ano de publicação: 2015
Adicione no Skoob
Sinopse: “Ser adolescente é injusto”. Essa é uma das frases de “Inverso” e provavelmente a mais emblemática. O leitor se pega fazendo e refazendo suas próprias decisões o tempo todo no lugar de Megan e por isso mesmo entende o quão difícil é a decisão que ela deve tomar! E os personagens são tão bem construídos que saltam das páginas! Apaixonante, empolgante, angustiante! – Fabiana Madruga, autora de Clube dos Herdeiros – Como nossos pais
E se do outro lado do espelho estivesse a vida que você sempre desejou? Lá no fundo, Megan não quer ser quem é e nem viver essa vida triste, exatamente o inverso daquela que sempre sonhou para si. Tudo começa com a morte de sua mãe. A sensação terrível de que algo nunca mais vai ser como antes. E não será mesmo. O seu único alento é o carinho da irmã, que a vê como o que gostaria de ser quando crescer.
Mas há um novo mundo do outro lado dos espelhos. Um mundo igual ao seu, só que ao contrário. Um mundo perfeito onde as pessoas que morreram estão vivas e Megan é exatamente a garota que deveria ser.
Entrando nessa realidade pelo avesso, Megan começa uma perigosa busca por si mesma onde o reflexo de tudo que há de ruim tentará detê-la. Enquanto segue em frente ela deverá garantir a segurança das pessoas que mais ama.
Inverso é um romance cheio de suspense de Karen Alvares, autora de Alameda dos Pesadelos. Em um labirinto de escolhas sem poder sequer distinguir a própria imagem, Megan deverá lidar com a perda enquanto descobre quem é a garota que a encara no espelho.

O livro já está em pré-venda, tanto nos formatos físico (R$29,90) quanto e-book (R$15,90), e pode ser adquirido através dos seguintes links:

O livro também pode ser adquirido, autografado, diretamente com a autora, através do e-mail kvs.alvares@gmail.com.


Conheçam a autora:


Facebook | Skoob | Blog | Twitter e Instagram: @karen_alvares

Karen Alvares conta histórias para o papel há tanto tempo que nem lembra quando começou. Autora de Inverso (Draco, 2015), Alameda dos Pesadelos (Cata-vento, 2014) e Dois Lados, Duas Vidas (Cata-vento, 2015), também organizou a antologia Piratas (Cata-vento, 2015) e foi publicada em várias antologias de contos da Editora Andross, Draco e Buriti, além de publicações independentes e revistas. É colunista no blog literário Por Essas Páginas e foi premiada em diversos concursos nacionais. Apaixonada por mundos fantásticos, chocolate e gatinhos, vive em Santos/SP com o marido e cria histórias enquanto pedala sua bicicleta pela cidade.

19 de junho de 2015

Conto | Os Amantes de Histórias

Título: Os Amantes de Histórias
Data de publicação: 13/06/2015
Gênero: Romance fantástico
Tipo de história: Conto
Sinopse: Dois amantes inexperientes sobem ao telhado de uma mansão abandonada à decrepitude para uma comemoração, embora nenhum dos dois tenha certeza do que estão celebrando.




Leia o conto




Disponível também no Widbook Scribe 

Sobre


Comecei a escrever esse conto em fevereiro de 2015, quando uma ideia me surgiu durante a leitura de A Música do Silêncio (e foi provavelmente por causa dessa ideia intrusa que não terminei a leitura em apenas um dia). Mas todo escritor sabe que não deve deixar de anotar suas ideias, por isso a uni a uma curiosidade minha (se eu seria capaz de escrever uma história de amor, um gênero do qual não gosto tanto e em que nunca me aventurei enquanto escritora), e comecei a escrever.

Porém, eu roubei. Escolhi dois personagens de O Segredo de Todos os Mundos, em cuja caracterização eu já trabalhei exaustivamente, o que certamente tornou minha tarefa muito mais fácil (mas ainda assim agradável).

Não terminei de escrever o conto naquele dia. Prometi terminar mais tarde, depois esqueci dele e só fui lembrar neste mês, quando decidi que faria um post comemorando o dia dos namorados para o blog. Fiz algumas mudanças no que já tinha escrito, concluí a história, troquei o título algumas vezes e aqui está ele. Um conto que mostra o relacionamento entre dois personagens de O Segredo de Todos os Mundos, passado em Maratz, Dyaton (o worldbuilding é bem leve, porém), 14 anos antes dos acontecimentos de As Joias do Caos, e que além disso contém uma referência a uma das minhas trilogias favoritas (fãs saberão do que estou falando).

Saiba mais:

Imagem da capa

17 de junho de 2015

5 livros de fantasia que são volumes únicos

Histórias de fantasia geralmente se estendem em séries muito longas, algumas alcançando muito mais de 10 livros, e dificilmente vemos uma que caiba em um volume único. Porém, alguns autores mostram que é possível, sim, criar um mundo inteiro e ainda contar uma história em apenas um volume. Assim, decidi reunir neste post algumas recomendações que cacei na internet:

A Batalha do Apocalipse

A Batalha do Apocalipse, de Eduardo Spohr, tem uma continuação, a trilogia Filhos do Éden, porém, pode ser considerado como um livro único, já que apresenta uma trama com começo, meio e fim e a trilogia conta a mesma história, mas sob o ponto de vista de outros personagens. Confiram a resenha.

Adicione: Skoob | Goodreads
Sinopse: Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final.
Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedon, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.
Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heróicas, magia, romance e suspense.

15 de junho de 2015

[Resenha] A Música do Silêncio

Título: A Música do Silêncio (A Crônica do Matador do Rei #2,5)
Autor: Patrick Rothfuss
Ano de publicação: 2015
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 144
Sinopse: Debaixo da Universidade, bem lá no fundo, há um lugar escuro. Poucas pessoas sabem de sua existência, uma rede descontínua de antigas passagens e cômodos abandonados. Ali, bem no meio desse local esquecido, situado no coração dos Subterrâneos, vive uma jovem.
Seu nome é Auri, e ela é cheia de mistérios.A música do silêncio é um recorte breve e agridoce de sua vida, uma pequena aventura só dela. Ao mesmo tempo alegre e inquietante, esta história nos oferece a oportunidade de enxergar o mundo pelos olhos de Auri. E nos dá a chance de conhecer algumas coisas que só ela sabe...Neste livro, Patrick Rothfuss nos leva ao mundo de uma das personagens mais enigmáticas da série As Crônicas do Matador do Rei. Repleto de segredos e mistérios, A música do silêncio é uma narrativa sobre uma jovem ferida em um mundo devastado.

13 de junho de 2015

Feliz dia dos namorados!

A ideia era que esse post tivesse saído antes (preferencialmente, antes das 17h), e a ideia era que dois contos com o tema “namorados” tivessem sido publicados.

Mas publiquei apenas um, por vários motivos. Um deles é que tive a semana cheia e um dos contos me tomou mais tempo do que o previsto, sendo que o terminei apenas hoje (agora ontem) por volta das 23h30, quando meus planos consistiam em concluí-lo segunda-feira (08/06), com alguma antecedência. O outro motivo os demais escritores poderão adivinhar: procrastinação.


Tudo isso me levou a não ter tempo de escrever o segundo conto, que será mais curto, portanto apenas poderei presentear parte dos leitores do Sonhos, Imaginação & Fantasia: aqueles que gostam de pessoas e namoram pessoas.

10 de junho de 2015

Escritora Parceira: Tatiane Durães

É com muito orgulho que o blog Sonhos, Imaginação & Fantasia anuncia uma nova parceria, desta vez com a escritora Tatiane Durães. Conheçam a autora e seu livro:


Tatiane Durães nasceu em Monte Mor, onde mora até hoje. Tem 28 anos, é assistente administrativa e formada em Administração de Empresas na Unip- Universidade Paulista. Com quinze anos leu O Alquimista do Paulo Coelho, se apaixonou pela literatura, e não parou mais de ler. Em 2013 começou a escrever sua primeira história depois de ficar imaginando vários finais diferentes para livros e filmes que lia e assistia. Um ano depois seu mundo ganhava vida no nome de Arcantatys.

8 de junho de 2015

[Resenha] Mares de Sangue

Título: Mares de Sangue (Nobres Vigaristas #2)
Autor: Scott Lynch
Ano de publicação: 2014
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 512
Sinopse: Após uma batalha brutal no submundo do crime, o golpista Locke Lamora e seu fiel companheiro, Jean Tannen, fogem de sua cidade natal e desembarcam na exótica Tal Verrar para se recuperar das perdas e feridas. Porém, mesmo no extremo ocidental da civilização, não conseguem descansar por muito tempo e logo estão de volta ao que fazem de melhor: roubar dos ricos e embolsar o dinheiro.
Desta vez, eles têm como alvo o maior dos prêmios, a Agulha do Pecado, a mais exclusiva casa de jogos do mundo, onde a regra de ouro é punir com a morte qualquer um que tente trapacear. É o tipo de desafio a que Locke não consegue resistir... só que o crime perfeito terá que esperar.Antigos rivais dos Nobres Vigaristas revelam o plano a Stragos, o ambicioso líder militar verrari, que resolve manipulá-los em favor de seus próprios interesses. Em pouco tempo, a dupla se vê envolvida com o mundo da pirataria, um trabalho inusitado para ladrões que mal sabem diferenciar a proa da popa de um navio.Em Mares de sangue, Locke e Jean terão que se mostrar malabaristas de mentiras, enganando todos ao seu redor sem a mínima falha, para que consigam sair vivos. Mas até mesmo isso pode não ser o bastante...


5 de junho de 2015

Livros Nacionais & Independentes | O Príncipe

Nesta edição da coluna apresentarei o livro O Príncipe, do escritor Marcus Vinicius. Confiram abaixo a capa, a sinopse e algumas informações adicionais sobre o livro:

Título: O Príncipe
Autor: Marcus Vinícius Ferreira Silvério
Editora: Autografia
Número de páginas: 371
Sinopse: A história se passa após o despertar de Aurora pelo pelo príncipe Filipe. Ambos se casam e rei Estêvão, pai de Aurora, reúne a festa de casamento e coroação de ambos. Porém, surge uma visita inesperada: Maléfica, irmã gêmea de Malévola, morta pelo príncipe Filipe, causando espanto e terror em todos anunciando que o filho de Aurora trará novamente a maldição e uma peculiaridade capaz de abalar toda a tradição real. As fadas madrinhas de Aurora buscam então um objeto mágico no reino de Avalon para proteger o reino, mas com uma conseqüência terrível para uma delas; o objeto dirá revelações impressionantes do mundo espiritual ao passo que o próprio arcanjo Gabriel e uma legião de espíritos da Luz ajudará o reino a enfrentar a tribulação que se aproxima. O príncipe contará com a ajuda de Branca de Neve, mas o que ele fará quando o dia da maldição vier?

Para escrever o livro, o autor pesquisou sobre a versão original dos contos de fadas e se baseou em alguns livros para criar o clima fantasioso e sombrio em seu livro. Filmes como  Branca de Neve e o Caçador e A Garota da Capa Vermelha, além de livros como A Saga Encantadas, de Sarah Pinborough, e Dragões de Éter, de raphael Draccon, foram de grande apoio na construção do misticismo presente no livro. A saga Filhos do Éden, de Eduardo Spohr, o ajudou a inserir os seres celestiais na história.

O conto da Bela Adormecida foi escolhido pelo autor pois é o que mais passa emoção, com um castelo coberto de espinhos e uma moça adormecida em um sono de 100 anos. O príncipe, que nesta versão protagoniza a história, traz uma questão/dúvida/indagação ao conto original: agora que o príncipe acordou a princesa com seu beijo de amor, quem o acordará quando for preciso?

3 de junho de 2015

Escrevendo Fantasia | Worldbuilding - Parte 3

Nos posts anteriores da série falei um pouco sobre a criação de novos universos e dei algumas dicas práticas de como fazê-lo. Aqui, falarei um pouco sobre a fantasia que se passa em nosso mundo — a fantasia urbana.

Acesse aqui os posts anteriores da série Como escrever um livro de fantasia.

Ambientar uma história de fantasia em nosso mundo pode, em um primeiro momento, parecer mais fácil, afinal, o "worldbuilding" já vem pronto, certo? Mas não é tão fácil assim; se ainda é mais fácil que inventar um mundo inteiro, com história, crenças, culturas e habitantes, eu não sei, isso muda de escritor para escritor.


Mas existem diversos pontos que você deve levar em consideração antes de dar início à sua história.

1 de junho de 2015

Resenha | Um dia das bruxas Nem Um Pouco Épico

Título: Um dia das bruxas Nem Um Pouco Épico
Autores: Roberta Splinder, Fernanda Nia, Felipe Castilho, Lucas Rocha, Dayse Dantas, Eric Novello, Vitor Castrillo, Babi Dewet, Diego Matioli, Mary C. Müller, Ana Cristina Rodrigues, Bárbara Morais, Dana Martins
Ano de publicação: 2014
Editora: publicação independente
Número de páginas: 118
Sinopse: Um Halloween Nem Um Pouco Épico! (barulho de trovões ribombando pelo céu e janelas quebrando com o vento) Exatamente! Essa foi a maneira que encontramos de celebrar o Halloween, uma das nossas épocas favoritas do ano: matando todos vocês de medo! Aqui vocês encontrarão histórias de heroínas, de tatuagens malignas, de bibliotecas penumbrosas, garotinhas assustadas e outras corajosas, de monstros fantasiados de humanos e humanos fantasiados de monstros. Tem para todos os gostos (e para todos os medos!)
Então encoste-se em algum lugar confortável, faça um café ou um chá e aproveite esses contos se tiver coragem, é claro. PS: a equipe do NUPE não se responsabiliza por nenhum caso de insônia ou criatura que porventura venha puxar seu pé durante uma noite fria de sono.

Um dia das bruxas Nem Um Pouco Épico é uma coletânea de contos organizada pelo site Nem Um Pouco Épico no Halloween de 2014, e por isso reúne diversos contos sobre bruxas e de terror, de diversos autores brasileiros, alguns, como Eric Novello e Bárbara Morais, muito conhecidos entre os leitores brasileiros. A antologia é distribuída gratuitamente e vocês podem fazer o download aqui.

Eu gostei de diversos contos, de alguns não gostei tanto assim, e falarei um pouco sobre o que achei de cada um, pois seria um tanto injusto se alguns autores recebessem feedback e outros não, por isso esse post será um pouco longo.