13 de junho de 2015

Feliz dia dos namorados!

A ideia era que esse post tivesse saído antes (preferencialmente, antes das 17h), e a ideia era que dois contos com o tema “namorados” tivessem sido publicados.

Mas publiquei apenas um, por vários motivos. Um deles é que tive a semana cheia e um dos contos me tomou mais tempo do que o previsto, sendo que o terminei apenas hoje (agora ontem) por volta das 23h30, quando meus planos consistiam em concluí-lo segunda-feira (08/06), com alguma antecedência. O outro motivo os demais escritores poderão adivinhar: procrastinação.


Tudo isso me levou a não ter tempo de escrever o segundo conto, que será mais curto, portanto apenas poderei presentear parte dos leitores do Sonhos, Imaginação & Fantasia: aqueles que gostam de pessoas e namoram pessoas.

Pois é disso que se trata esse conto: dois jovens (pessoas) que celebram o fato de estarem juntos. Para ser mais específica, deixarei a sinopse oficial:

Dois amantes inexperientes sobem ao telhado de uma mansão abandonada à decrepitude para uma comemoração, embora nenhum dos dois tenha certeza do que estão celebrando.

Mas, antes de fornecer a imagem da capa e os links, vou contar a história desse conto.

Comecei a escrevê-lo em fevereiro desse ano, quando uma ideia me surgiu durante a leitura de A Música do Silêncio (e foi provavelmente por causa dessa ideia intrusa que não terminei a leitura em apenas um dia). Mas todo escritor sabe que não deve deixar de anotar suas ideias, por isso a uni a uma curiosidade minha (se eu seria capaz de escrever uma história de amor), e comecei a escrever.

Porém, eu roubei. Escolhi dois personagens de O Segredo de Todos os Mundos, em cuja caracterização eu já trabalhei exaustivamente, o que certamente tornou minha tarefa muito mais fácil (mas ainda assim agradável).

Não terminei de escrever o conto naquele dia. Prometi terminar mais tarde, depois esqueci dele e só fui lembrar neste mês, quando decidi que faria um post comemorativo para o blog. Fiz algumas mudanças no que já tinha escrito, concluí a história, troquei o título algumas vezes e aqui está ele. Um conto que mostra o relacionamento entre dois personagens de O Segredo de Todos os Mundos, passado em Maratz, Dyaton (o worldbuilding é bem leve, porém), 14 anos antes dos acontecimentos de As Joias do Caos, e que além disso contém uma referência a uma das minhas trilogias favoritas (fãs saberão do que estou falando).

E, antes que iniciem a leitura, apenas mais uma ressalva. Eu não faço parte do público que mencionei anteriormente, o que significa que sou altamente apegada à minha vida de solteira e nunca tive um romance. Desse modo, algumas coisas talvez possam soar inverossímeis aos amantes experientes. Por outro lado, sou escritora de fantasia. Se posso escrever sobre o voo em um dragão sem nunca ter voado em um dragão, também posso escrever sobre namoro sem nunca ter namorado. Além disso, inspirei-me no que li em outros livros e em observações feitas enquanto meu gato declarava seu amor à sua manta favorita.

Meu gato e sua namorada

Agora podemos, finalmente, apreciar essa história; espero que vocês gostem!



Agora, faço uma promessa aos demais leitores do blog, que podem vir a apreciar o conto, mas não a se sentirem representados por ele. O outro conto (ainda não escrito) se destinava a esse público: aos que amam ser solteiros e que também experimentam o amor, embora não o amor por um namorado(a)/cônjuge. E aqui me comprometo publicamente a escrevê-lo e postá-lo em breve, embora não o prometa para esse final de semana.

Pois é assim que escritores comemoram o dia dos namorados: escrevendo (e procrastinando, é claro).

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...