22 de dezembro de 2014

Sobre o resultado do Prêmio Bang!

Neste dia 15 saiu o tão esperado resultado do Prêmio Bang (que só não era mais aguardado que o final do semestre, que para mim foi neste dia 19), e infelizmente não era meu nome que estava lá. 


Ainda que eu quisesse muito ter ganhado, não fiquei surpresa, nem chateada. Se fosse tentar a publicação por meios tradicionais, não começaria com O Segredo de Todos os Mundos, que é uma quadrilogia cujo primeiro volume, As Joias do Caos, possui 400 mil palavras (para vocês terem uma noção, O Temor do Sábio possui mais ou menos a mesma quantidade de palavras).

Tenho uma série de outros projetos idealizados que são volumes únicos (e que se eu tiver sorte renderão bem menos de 400 mil palavras), e, se estes tivessem a chance de ficarem prontos a tempo, provavelmente teria enviado um desses em vez de As Joias do Caos. Porém, acredito que, não fosse esse desafio, talvez ainda não tivesse concluído o livro.

Leia também:

O ganhador foi o brasileiro Eric Henrique de Souza, com o livro A Balada de Antel (confira aqui a divulgação do resultado). Não conheço o escritor e não sei se já publicou outros livros, mas não posso deixar de parabenizá-lo. De acordo com o site da revista Bang!, foram 491 participações, e ganhar de outras 490 pessoas não deve ser pouca coisa. Leia aqui alguns dados interessantes sobre os participantes.

E, claro, parabenizo também a editora Saída de Emergência pela iniciativa, que certamente abriu as portas para alguns escritores iniciantes (e abrirá a ainda mais deles, pois o prêmio se repetirá em 2015), e, é claro, aos jurados, que tiveram menos de um semestre para ler 491 livros de mais (em alguns casos muito mais) de duzentas páginas.

Voltando aos meus próprios projetos, pretendo, é claro, participar do Prêmio Bang! 2015, cujas inscrições serão abertas em janeiro. Tenho 2 projetos em mente, dos quais um é volume único e o outro faz parte de uma série, embora esta última, por enquanto, seja aquele tipo de série em que cada volume é independente um do outro, mais ou menos no estilo de Nobres Vigaristas. A escolha entre um projeto e outro dependerá do resultado de seu planejamento (o qual espero concluir ainda este ano) e do quão empolgada estarei com cada um.

A única certeza é que não participarei com A Pedra Dourada. Por ser o primeiro volume de uma trilogia cujos dois outros livros ainda não foram idealizados, procurarei descobrir mais sobre minha própria história antes de dá-lo por finalizado, uma vez que mais tarde poderei vir a me arrepender de alguma coisa que não poderei mudar. Mas, obviamente, não abandonarei nenhum de meus projetos.

Leia também:

Tentarei manter a coluna Diários de Escrita atualizada durante este novo desafio para mostrar meu progresso a vocês.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...