25 de março de 2014

Resenha | Aprendiz

Follow my blog with Bloglovin
Título: Aprendiz (Saga do Mago #1)
Autor: Raymond E. Feist
Ano de publicação: 2013
Editora: Saída de Emergência
Número de páginas: 432
Compre: Submarino | Saraiva | Amazon
Sinopse (Skoob): Na fronteira do Reino das Ilhas existe uma vila tranquila chamada Crydee. É lá que vive Pug, um órfão franzino que sonha ser um guerreiro destemido ao serviço do rei. Mas a vida dá voltas e Pug acaba se tornando aprendiz do misterioso mago Kulgan. Nesse dia, o destino de dois mundos altera-se para sempre. Com sua coragem, Pug conquista um lugar na corte e no coração de uma princesa, mas subitamente a paz do reino é desfeita por misteriosos inimigos que devastam cidade após cidade. Ele, então, é arrastado para o conflito e, sem saber, inicia uma odisseia pelo desconhecido: terá de dominar os poderes inimagináveis de uma nova e estranha forma de magia… ou morrer. Mago é uma aventura sem igual, uma viagem por reinos distantes e ilhas misteriosas, onde conhecemos culturas exóticas, aprendemos a amar e descobrimos o verdadeiro valor da amizade. E, no fim, tudo será decidido na derradeira batalha entre as forças da Ordem e do Caos.

Em Crydee, todos os jovens devem passar pela Escolha, evento que definirá o ofício que deverão executar em sua vida adulta. Pug, como seu amigo Tomas, esperava ser escolhido pelo Mestre de Armas, contudo, surpreende-se ao ser designado pelo mago Kulgan. Muda-se então para a torre do mago, onde começa a estudar a magia e frustra-se com sua aparente inabilidade em utilizá-la.

O aparecimento de um estranho navio, todavia, muda tudo. Descobre-se que o navio veio de outro mundo por meio de uma magia que se desconhece em Midkemia, e que os seres desse outro mundo, que se chamam de tsurani, planejam uma grande guerra contra Midkemia. Alarmado com a notícia, o Duque de Crydee decide partir para Krondor e depois a Rillanon, a fim de levar a notícia ao rei e conseguir apoio militar. Pug e Tomas, ansiosos para ter suas aventuras e conhecer novos lugares, são autorizados a participar da jornada.

O livro possui um início lento, que foca em apresentar Crydee e, mais tarde, as cidades por que passam durante sua jornada até Krondor e depois para Rillanon. Grande parte da história é dedicada a narrar a viagem e os percalços por que os personagens passam durante ela. Não há muito enfoque na magia e nem no aprendizado de Pug, tampouco na magia utilizada pelos tsurani, que os levou a Midkemia.

Também senti pouco aprofundamento na construção desse mundo, com pouca imersão em religião e política, embora estas tenham sido citadas no livro. Entretanto, o grande mistério do livro — o motivo de os tsurani estarem em Midkemia e planejarem uma guerra — é o que instiga do leitor a prosseguir na leitura.

A segunda metade do livro traz um ritmo mais frenético e algumas reviravoltas, e foi o que me conquistou. Achei até um pouco injusto criticar o início lento, que arrasta o tom de introdução até quase a metade do livro, já que a edição original foi dividida em dois volumes, Aprendiz e Mestre.

O livro possui uma linguagem mais juvenil, o que a princípio me decepcionou um pouco, uma vez que eu esperava uma história mais adulta. É narrado em terceira pessoa e se alterna entre os pontos de vista de cada personagem, apesar de ser em grande parte focado em Pug, o protagonista. Não achei as descrições de ambientes e personagens enfadonhas; pelo contrário: o autor apenas ressalta as características gerais, o que nos dá alguma ideia da fisionomia dos personagens e das localidades. 

Em alguns trechos, senti que a história era narrada demasiadamente rápido, de forma que não me impactou tanto quanto julguei que deveria; em nenhum momento achei necessário temer pela vida de um personagem. A linha do tempo também é um pouco confusa, e às vezes anos se passam entre um trecho e outro.

Não senti muito aprofundamento nos personagens, embora alguns deles sejam carismáticos. Suas personalidades e dilemas não ficaram muito claros para mim, e muitas vezes me vi incomodada com o fato de que alguns deles parecem muito pouco maduros para a idade que têm, especialmente os jovens.

O final não é exatamente um final, já que a edição original foi dividida. Ainda assim, a divisão não ocorreu em um ponto em que deixasse o livro com ar de inacabado ou interrompido. Como já citado, os capítulos finais são os mais frenéticos.

Apesar de seus pontos negativos e da leve decepção, Aprendiz foi um livro que me prendeu e me agradou de maneira geral. Uma das reviravoltas me deixou curiosa para ler o segundo volume, que de acordo com o que ouvi dizer é melhor que o primeiro.

★ ★ ★ ★ ☆

A Saga do Mago:
  • Aprendiz;
  • Mestre;
  • Espinho de Prata;
  • As Trevas de Sethanon.


Assine a newsletter!
Receba em seu e-mail, mensalmente, novidades para escritores, leitores e blogueiros, conteúdo exclusivo e os últimos posts do SI&F.

ou siga as atualizações do blog nas redes sociais:
Facebook | Twitter | Google + | Instagram | Pinterest

4 comentários :

  1. Olá!
    Gostei de sua resenha, pude ver melhor como é o livro, estava procurando mais sobre ele, achei interessante, principalmente a capa. Mas também esperava uma narrativa mais adulta, mas eu vou dar uma chance para este livro, não sei quando, mas vou.

    http://refugiorustico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você não tiver altas expectativas e mantiver em mente que é um livro voltado para o público mais juvenil, não creio que se decepcionará, mas se estiver em busca de uma leitura mais adulta não recomendo.

      Abraços e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Oi, flor.
    Sua resenha foi beeem clara. Eu gostei disso. Confesso que não me interesso em ler essa série. Mesmo antes, quando seu lançamento foi tão bem recebido pelos leitores, já não me interessava. Mas é legal saber que se trata de um livro com esse mistério. Desconhecia a proposta dele e, se pintar a oportunidade, irei lê-lo um dia. :)
    Beijos!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falaram tanto sobre esse livro que eu pensei que fosse ser o mais fantástico de todos, por isso minhas expectativas eram altas e acabei me decepcionando. Porém, creio que lê-lo tendo em mente que é um livro mais juvenil não traria decepções. Ainda não li a continuação, mas torço para que sejam melhores.

      Abraços e obrigada pela visita!

      Excluir

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...