7 de agosto de 2013

Magia: como a abordo em minhas histórias

Para minhas histórias, criei minha própria organização para a magia (que é abordada em contos como A Perdição de Kenza e será abordada em outros contos que publicarei aqui): os feitiços têm sua própria maneira de serem executados, os bruxos têm sua própria maneira de agir. E a magia apresenta seus próprios perigos, caso não seja manipulada da devida maneira.



Sobre a magia

Em A Batalha das Fraternidades a magia é descrita como um tipo de energia, também chamada de energia mágica. Como os demais tipos de energia, não pode ser criada nem destruída, apenas transformada. Assim, magos ou bruxos seriam aqueles capazes de transformar a sua energia vital em energia mágica, que pode ser manipulada por feitiços, que por sua vez realizarão a tarefa desejada.

Bruxos também podem transformar outros tipos de energia em energia mágica, contudo, esse processo é mais difícil e requer muitos anos de estudo e refinamento antes que o tal bruxo consiga fazê-lo. Também requer muita atenção.

Para a realização de determinadas tarefas (como levitar um objeto, por exemplo), o gasto energético é milhares de vezes menor do que se a pessoa erguesse o objeto manualmente, contudo, ele existe. Assim, os bruxos devem tomar um cuidado: se gastarem uma grande fração de sua energia vital, podem morrer.

Feitiços

A magia é moldada por meio de feitiços para que se possa executar a tarefa desejada. Os feitiços não precisam ser ditos ou escritos, e também não é necessário fazer gestos ou usar instrumentos (como varinhas). São sequências de comando mental, como uma espécie de código que compõe um significado (geralmente, a tarefa a ser realizada e o objeto que será afetado). Os feitiços mais simples exigem menos esforço mental e, em geral, menos energia (embora existam exceções), enquanto os mais complexos são aqueles que demandam maior atenção e acuidade mental e também maior gasto de energia.

O que foi dito acima trata-se apenas de um resumo, é claro. Em breve publicarei mais artigos com maiores detalhes, ou os revelarei nos próprios contos, que serão publicados em breve.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...